Pular para o conteúdo
Voltar

Ex-jogador retorna à Arena para ser atendido pela Caravana da Transformação

Em quatro dias de evento, foram realizados 21.331 procedimentos oftalmológicos, dos quais 4.620 consultas. As cirurgias começaram na quinta-feira (19), quando foram realizadas 714.
Caroline Rodrigues | GCom-MT

José Medeiros/GCom-MT
A | A

De volta à Arena Pantanal, onde passou momentos memoráveis como jogador dos times União e Santos de Rondonópolis, José Batista da Silva, 67, passou por uma consulta oftalmológica para adequar o grau dos óculos, enquanto a esposa dele, Nedir Alves Silva, 61, fazia uma cirurgia no olho direito, afetado pela catarata. O casal, que está junto há 44 anos, foi atendido nesta sexta-feira (20) na Caravana da Transformação, que está na 13ª edição.

José, conhecido pelos amigos com Dezinho, é morador de Rosário Oeste, onde tem um sítio no qual cultiva uma pequena roça e cria algumas cabeças de gado. Ele relata que os problemas na visão começaram a aparecer após uma bolada no rosto.

Neste episódio, ele não estava em campo e sim na área externa quando um amigo, em uma brincadeira infeliz, chutou na direção do zagueiro, que distraído, foi surpreendido pelo choque. “Na mesma hora, criou-se uma bolsa de sangue dentro do olho e comecei a ver tudo turvo”. 

E, com o tempo, o outro olho também começou a dar sinais de cansaço e para não perder a visão, o sitiante buscou ajuda do Rotary Club para fazer a cirurgia no olho esquerdo. Parte do custo foi subsidiado e o restante, R$ 1,8 mil, foi pago pelo paciente. O procedimento aconteceu 30 dias antes da caravana. “Se tivesse esperado um pouco, não pagaria”.

Assim que ouviu no rádio sobre o evento, ele resolveu ir com a esposa participar e aproveitou para fazer a consulta oftalmológica para a aferição do grau dos óculos, que estava sendo postergada por falta de dinheiro. 

Na ocasião, a mulher dele também se cadastrou para o procedimento cirúrgico, já que a redução da capacidade de enxergar estava prejudicando a rotina dela. “Uma das coisas que eu sinto falta é a leitura. Eu adoro ler romances, principalmente aqueles que se passam em lugares diferentes”.

Balanço 

Em quatro dias de evento, foram realizados 21.331 procedimentos oftalmológicos, dos quais 4.620 consultas. As cirurgias começaram na quinta-feira (19), quando foram realizadas 714. A expectativa do governo do Estado é oferecer 20 mil consultas e 15 mil cirurgias até o final da caravana, em 10 de maio.

Serviço

O atendimento preferencial da Caravana da Transformação é para pessoas com mais de 55 anos. Os interessados devem procurar a Arena Pantanal e fazer regulação para cadastro e agendamento da consulta e exames. É necessário trazer documento de identificação com foto, comprovante de endereço e cartão SUS.

Nesta edição serão atendidos os moradores Cuiabá, Várzea Grande, Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nova Brasilândia, Nossa Senhora do Livramento, Planalto da Serra, Poconé, Santo Antônio do Leverger, Rosário Oeste, Nobres.

Cidadania

A 13ª edição da Caravana da Transformação também oferecerá serviços de cidadania entre os dias 23 e 28 de abril, das 8h às 16h. Serão ofertados serviços como emissão do RG (com foto feita na hora), emissão/atualização do Cartão SUS, atualização do CadÚnico e cadastro em programas sociais, emissão do Cartão do Idoso, Carteira de Reservista, Carteira de Pescador Amador, 1ª e 2ª via da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e Cadastro de Pessoa Física (CPF) e 2ª via de certidões de nascimento, casamento e óbito. Além disso, a Caravana passa a contar com a parceria da Defensoria Pública da União e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que terão estandes de atendimento durante o evento.





Editorias