Pular para o conteúdo
Voltar

Medir pressão e glicemia estão entre os serviços oferecidos na Caravana

Renata Prata | GCom-MT

GCom-MT
A | A

Aferição de pressão arterial e teste de glicemia capilar estão entre os serviços de saúde oferecidos na 13ª Caravana da Transformação, que acontece entre os dias 16 de abril e 10 de maio, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Pacientes ou acompanhantes que necessitem ou queiram fazer a medição podem procurar a unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na parte externa da área de consultas e exames.

Alguns voluntários que são técnicos na área de saúde, como Rosana Rodrigues, de Juína, ajudam a identificar pacientes que precisam de atendimento. “Eu fico circulando e observando as pessoas. Me preocupo quando vejo um idoso muito quieto, sem se levantar, sem expressão. Chego e converso para ver se está bem e, caso precise, chamo o Samu ou o levo até a unidade de atendimento. É importante os voluntários capacitados ajudarem porque não tem como os atendentes do Serviço de Urgência largarem o posto para procurar”.

A enfermeira do Samu Sandra Guimarães explica que quando um paciente é identificado e não pode se locomover até o ponto de assistência, o profissional vai até ele para aferir a pressão ou medir a glicemia. Quase todos os casos de picos hipertensivos são resolvidos na própria unidade de atendimento e os mais complicados são encaminhados à Policlínica do Verdão. “Nós administramos a medicação e esperamos estabilizar, entre 30 e 40 minutos e refazemos o procedimento. Se tiver normal, ele volta para a espera oftalmológica. Caso contrário, o encaminhamos à Policlínica”.

Sandra explica que a maioria dos casos atendidos, na média de 10 a 15 por dia, são de pessoas que não tomaram o medicamento ou não se alimentaram corretamente, o que contribui para aumento da pressão e glicose. “Eles levantam muito cedo, não comem e não tomam o remédio por acharem que a glicose poderá baixar e atrapalhar a consulta. Além disso, aqui é muita gente. Eles ficam ansiosos porque não estão acostumados e tem também o calor”.

Elias Moraes de Souza, de Várzea Grande, é hipertenso e estava esperando a consulta oftalmológica quando se sentiu mal e avisou uma voluntária, que o encaminhou à unidade do Samu. Quando foi atendido sua pressão estava alta. “Eu já fui medicado e estou esperando baixar. Eu faço acompanhamento de pressão tem muitos anos e sempre estou medindo. Ela estava até controlada, mas hoje subiu, acho que porque estou ansioso com a cirurgia. Procurei ajuda e uma moça atenciosa me trouxe até aqui”.

13ª Caravana

Além dos serviços de saúde, a Caravana também oferecerá serviços de cidadania, entre os dias 23 e 28 de abril, das 8h às 16h. Serão ofertados serviços como a emissão do RG, emissão/atualização do cartão SUS, emissão do cartão do idoso, carteira de reservista, carteira de pescador amador, 1ª e 2ª via da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e 2ª via de certidões de nascimento, casamento e óbito.

Nesta edição serão atendidos moradores de Cuiabá, Várzea Grande, Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nova Brasilândia, Nossa Senhora do Livramento, Planalto da Serra, Poconé, Santo Antônio de Leverger, Rosário Oeste e Nobres.





Editorias